Novo Império e Piedade transbordam garra e emoção durante ensaios técnicos

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Na última quinta-feira (25), foi dia da Novo Império e da Unidos da Piedade realizarem seus ensaios técnicos no Sambão do Povo. E para os apaixonados pelo Carnaval Capixaba, e pelas agremiações, não poderia terminar de melhor maneira a temporada de ensaios no Sambão do Povo. Faltando poucos dias para os desfiles oficiais, as duas tradicionais escolas de samba deram um show de ritmo, garra e emoção na Passarela do Samba Capixaba.

Novo Império

A primeira escola da noite foi a Novo Império, que nos últimos anos vem realizando bons desfiles, apostando em uma gestão organizada e, que neste ano, pretende brigar diretamente pelo título com um desfile compacto e focado na força dos quesitos.

O ensaio se iniciou com a apresentação da comissão de frente coreografada por Andrezinho Castro. O quesito fez uma boa apresentação e estava bem ensaiada,  mas nem a idealização ou os movimentos surpreenderam. Se não houver surpresas guardadas a “sete chaves”, classifico a apresentação como funcional.

A atuação do primeiro casal, Kleyson Faria e Amanda Ribeiro, formada a menos de um mês, foi marcada pela sintonia e boa coreografia da dupla. Classificaria a apresentação como coreográfica, muito “marcada”, talvez em razão do pouco tempo de ensaio, mas inegavelmente competente. Dessa forma, afirmo que sobrou entrosamento e faltou vibração.

Tenho que pontuar que o ensaio foi acompanhado por arquibancadas lotadas e um público numeroso no Sambão do Povo. Além disso, a escola desfilou com um grande número de componentes, e um detalhe, todos cantando o samba com muita garra. Gostei muito do carro de som, da atuação de Celso Júnior (que está cada dia melhor) e do samba, que comprovou ser um dos melhores do ano.

E o que falar da bateria da Novo Império? Simplesmente deu o show de sempre. E se posso definir o ensaio da escola em uma palavra, essa palavra seria: emoção. Emoção na forma como a escola cantou o samba, emoção estampada em praticamente todos os quesitos, emoção da digna homenagem a Mestre Marcelino e emoção nas alas repletas de pessoas da comunidade.

Talvez o ponto negativo do ensaio técnico foi o quesito evolução. A escola correu demais no início, principalmente nos dois primeiros módulos julgadores, e apesar do enorme número de componentes, que cantaram e dançaram ao longo do ensaio, para alguns, aquela “interação” passou uma imagem de desorganização, fato que concordo em parte. Pois se eu tiver que escolher entre um ensaio técnico/frio e outro repleto de garra e samba no pé, não tenha dúvidas que vou ficar com a segunda opção.

Dessa forma, se a Novo Império pretende brigar pelo título do Grupo Especial, ou obter uma melhor colocação que o quarto lugar no último ano, ela terá que melhorar alguns quesitos, mas não deve nunca perder a essência da escola: a força da comunidade.

Unidos da Piedade

Que ensaio foi esse Unidos da Piedade? Já é fato comprovado que a escola vem realizando grandes desfiles nos últimos anos. Dessa forma, a cada ano que passa, a escola se credencia ainda mais na briga pelo título, mas falhas acontecem e as oportunidades vão passando. Amargurando um jejum desde 1986, a maior campeã do Carnaval Capixaba realizou um ensaio praticamente irretocável, carregado de emoção, vibração e técnica. Com isso, e com base nos ensaios técnicos, posso afirmar que a Piedade está no mesmo patamar da Boa Vista e MUG na briga pelo título deste ano.

Um dos destaques foi a comissão de frente, novamente comandada pelo carnavalesco Paulo Balbino. Formada somente por mulheres, o quesito fez uma bela apresentação, repleta de movimentos clássicos e ótima sintonia entre as componentes.

O primeiro casal da agremiação, Alana e Tatu, demonstraram a competência e garra de sempre. Se no ano passado (primeira vez que dançaram juntos) houve dúvidas sobre a apresentação do casal, e mescla de estilos, neste ano, isso já não existe. Alana e Tatu demonstraram, ao longo de toda avenida, sintonia, sincronismo e muita garra. Sempre respeitando e demonstrando domínio das obrigatoriedades do quesito.

O bom samba da agremiação funcionou muito bem e foi muito cantando durante todo o ensaio. Além disso, Kleber Simpatia mostrou porque é diferenciado, conduzindo o samba com muita competência. Já a bateria comandada por Mestre Sapo deu um show, se apresentando repleta de swing e ótimas bossas.

Também tenho que falar sobre um importante destaque no ensaio: a rainha Rose Oliveira. Apesar de não valer nota, merecia um 10 pelo carisma distribuindo ao longo da avenida e pelo bom gosto da fantasia. Aliás, das fantasias, pois ela surpreendeu a todos e trocou de roupa na avenida. Vale ou não vale uma menção especial?

A Unidos da Piedade praticamente não errou durante o ensaio técnico. Na verdade, fez uma apresentação técnica, mas repleta de alegria e garra dos componentes. Um grande ensaio. Se vier plasticamente no mesmo nível do “chão da escola” podem ter certeza que a Piedade vem para brigar pelo título do Grupo Especial.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Leia também
Comentários
Carregando...